Busca

Cinema em Palavras

Tag

Biografia

Invencível

Vi esse filme no cinema quando foI lançado e até hoje ainda me emociono ao lembrar de algumas cenas.

O drama mostra a história do atleta olímpico Louis Zamperini que sofre um acidente de avião e fica à deriva no Pacífico em uma missão da Segunda Guerra Mundial. Após 47 dias perdido no oceano, consegue encontrar terra firme e resgate, porém é capturado pelos inimigos japoneses e passa o restante do conflito em uma prisão militar japonesa.

Angelina Jolie iniciou sua carreira como diretora com um filme sensacional. Esse filme nos traz mensagens inspiradoras e nos dá uma força ao ver o que Louis (Jack O’Connel) está passando. Aliás, Jack O’Connel, que é principalmente conhecido por seu papel na série juvenil Skins, dá um show de interpretação e foi a primeira vez que o vi com outros olhos. A primeira vez que o olhei como um ator com potencial e, se continuar assim, sua carreira vai longe.

O filme mostra o tempo todo a invencibilidade de seu protagonista e sua força para sobreviver. Inspirador.

Nota de 0 a 10: 8

Steve Jobs

Steve Jobs é um filme que retrata a vida do fundador da Apple, porém, diferentemente do outro filme sobre sua vida (Jobs, 2013) estrelado por Ashton Kutcher, este não mostra a criação da empresa/conversas na garagem entre o mesmo e Wozniack. Este filme é muito mais voltado para o que acontecia nos bastidores dos principais lançamentos da empresa, a relação tempestuosa com sua família.

Outros fatos são abordados por meios de flashbacks/cenas paralelas àquelas dos bastidores. Entre elas: a demissão de sua própria empresa.

O filme, em si, não é lá muito bom. O roteiro é bem extenso e cansativo, mas a atuação de Michael Fassbender e Kate Winslet fazem aquelas duas horas de filme valerem a pena.

Ainda acho que a atuação de Fassbender não merece um Oscar (ele é um dos indicados ao Oscar 2016 por esse personagem), mas sua atuação é crível e incrível.

Ainda acredito que, mesmo mostrando os principais defeitos de Steve Jobs, o filme o trata como um herói e a idolatria é escancarada. A intenção inicial de mostrá-lo como uma “pessoa comum” desmorona ao decorrer do filme e então deixamos de ver o Steve Jobs como uma pessoa comum e arrogante e, então, enxergamos um Steve Jobs idolatrado e ainda arrogante.

 

Nota de 0 a 10: 8

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑